Balanço da Receita Federal sobre a Declaração do IRPF 2021

Até o final da tarde de hoje já havia sido entregues quase 33 milhões de declarações. A projeção é que um total de 34 milhões de declarações sejam enviadas até à meia-noite.

Em entrevista coletiva, o secretário especial da Receita Federal do Brasil, auditor-fiscal José Tostes, afirmou que a entrega das declarações do IRPF 2021 ocorreu “dentro da normalidade e sem intercorrências”.

O secretário destacou a importância da parceria do órgão com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que possibilitou a recepção de mais de 2.500 declarações por minuto no último dia do prazo.

Tostes também destacou as novidades apresentadas para o programa IRPF deste ano, como a disponibilização da declaração pré-preenchida para usuários que não tenham certificado digital e a criação do assistente virtual disponível no app Meu Imposto de Renda, disponível na Android Store e Apple Store.

“O Programa IRPF tem sido uma marca da Receita Federal no tocante à inovação e uso de tecnologias de forma pioneira, inclusive a nível internacional, sempre buscando oferecer o melhor serviço ao contribuinte.”

Novidades

O supervisor nacional do IRPF, auditor-fiscal José Carlos da Fonseca, destacou o crescimento do uso do aplicativo para smartphones e tablets para envio da declaração, uma maneira de aumentar as possibilidades de acesso.

Foram entregues mais de 1,3 milhão de declarações por aplicativos móveis até as 17h de hoje.

No ano passado, foram entregues 1,1 milhão de declarações por esta via.

Quanto à declaração pré-preenchida, neste ano, mesmo os contribuintes sem certificado digital tiveram acesso a essa facilidade por meio da identidade credenciada no portal GOV.BR. Até as 17h, 268.358 declarações pré-preenchidas haviam sido transmitidas.

Esta declaração reúne os dados que a Receita Federal tem disponível a respeito do contribuinte e realiza o preenchimento automático, evitando erros e agilizando o processo de entrega.

Acesse aqui a apresentação com os números do balanço final.

Restituição

Já teve início o pagamento das restituições do IRPF para os cidadãos com prioridades previstas em lei e parte daqueles que enviaram suas declarações antes do prazo final.

Hoje foi liberado o maior valor em lote de restituição da história: são 6 bilhões de reais restituídos a cerca de 3,4 milhões de contribuintes.

Desses: cerca de 2,2 milhões para cidadãos acima de 60 anos, 128 mil para cidadãos com deficiência ou moléstia grave, 891 mil para cidadãos que tem a maior parte da sua renda proveniente do magistério e outros 264 mil não prioritários.

Outros quatro lotes serão liberados no último dia de cada mês, somando um total de R$ 23,6 bilhões.

Importante ressaltar que o cronograma de pagamentos dos lotes de restituição foi mantido mesmo com a prorrogação do prazo de entrega da declaração.

Assim, o pagamento das restituições iniciou ainda durante o prazo de envio das declarações.

Assistente Virtual (chatbot)

O assistente virtual lançado pela Receita Federal para tirar dúvidas sobre o imposto de renda já atendeu mais de 230 mil perguntas.

Ele está disponível nas versões do aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’ para celulares e tablets.

Se já tiver o aplicativo instalado, basta atualizá-lo nas lojas virtuais Google Play ou Apple Store. Após a atualização basta clicar no ícone e digitar a dúvida.

Entrega em atraso

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O serviço de recepção das declarações será interrompido hoje às 23h59min59s (vinte e três horas, cinquenta e nove minutos e cinquenta e nove segundos), horário de Brasília.

Quem não entregou a declaração do IRPF dentro do prazo, poderá fazê-lo a partir de terça-feira 1º de junho às 8h.

A Receita alerta que os contribuintes que perderem o prazo estão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

R$ 295 mi em restituições aguardam resgate no banco.

Um total de R$ 295 milhões de reais ainda estão disponíveis para resgate no Banco do Brasil.

Valor é proveniente de lotes residuais dos anos anteriores e corresponde a 462.227 restituições.

A restituição fica disponível por 1 ano a partir da liberação do pagamento, mas permanecem no banco por falta de informações bancárias ou quando os dados informados estão incorretos.

O procedimento de resgate pode ser agendado online, através do site do Banco do Brasil, no endereço www.bb.com.br/irpf ou pelo telefone 4004-0001.

Para isso, o cidadão deve informar a agência e a conta, que pode ser corrente ou poupança e de qualquer banco, mas precisa estar no nome do titular da declaração.

Caso não tenha conta em nenhum banco, é possível agendar para receber o valor diretamente no Banco do Brasil.

O valor resgatado fica disponível no dia seguinte (apenas dia útil).

Se a conta for do próprio BB, o cidadão pode registrar os dados no momento da consulta.

Basta seguir o caminho: Menu > Conta Corrente > Imposto de Renda > Restituição de Imposto de Renda.

Já depois do primeiro ano, o procedimento de resgate da restituição é feito na Receita Federal, através do – Pedido de Restituição, Ressarcimento ou Reembolso e Declaração de Compensação – (PER/DCOMP).

Para informações sobre resgate de restituição do imposto de renda pelo PERD/COMP clique aqui.

Fonte: Receita Federal