Importância do contador nas empresas do Simples Nacional

É fundamental que todo empresário se mantenha informado sobre a contabilidade, tributação e finanças da sua empresa, afinal, isso faz parte da organização básica do seu negócio.

Além de estar sempre na legalidade, conhecer essas questões é muito importante para entender a situação financeira e qual a porcentagem de impostos que estão sendo pagos pelo empreendimento.

Muitos empreendedores pensam que pelo motivo da empresa ser optante do Simples Nacional, que não precisa manter a escrituração contábil, ou seja, ter um contador.

Todavia não é bem assim! Vejamos a seguir porque é importante ter um contador, mesmo que seja uma empresa optante pelo Simples Nacional.

Importância do contador

A contabilidade é tão importante porque é necessário alguém que possa analisar as contas junto ao gestor,  pois mesmo que seja uma modalidade mais facilitadora na questão tributária e contábil. Afinal, o Simples Nacional também exige certas obrigações a cumprir por parte dos empreendedores.

Uma contabilidade bem feita, seja em Simples Nacional ou qualquer outro regime, é essencial para ter conhecimento onde a empresa está indo, ter um controle de gastos, melhorar a produtividade e aumentar os lucros.

O ideal é contratar um escritório de contabilidade que possa fazer todo o trabalho fiscal para manter a empresa em dia com todas as obrigações contábeis entregues. Afinal, há prazos para se cumprir e ao perdê-los trazem prejuízo ao negócio.

Além disso, a contabilidade é uma ferramenta que pode auxiliar o empresário sobre custos, vendas, mão de obra, contratações, demissões, entre outros.

Não se iluda em deixar a empresa no regime do simples nacional sem contador, pois vai gerar problemas que só aumentam dia a dia com a falta da entrega das obrigações para todos os órgãos.

Também são responsabilidades das empresas do Simples Nacional:

  • Cálculo de pró-labore dos sócios e folha de pagamento dos funcionários;
  • Manutenção das certidões negativas em dia;
  • Escrituração de movimentos fiscais e contábeis.
  • Entrega regular de obrigações fiscais como DCTF e SPED;
  • Entrega regular de obrigações relacionadas à folha, como eSocial, SEFIP/GFIP e DIRF.

Misturar conta pessoal com a profissional

Esse é um erro que ocorre muitas vezes com os gestores. Todavia, deve ser evitado e um contador pode auxiliar nisso. As contas pessoais nunca podem se misturar com as contas profissionais.

Se misturar essas contas e usar a renda pessoal para quitar dívidas da empresa e vice-versa, além de poder ter sérias consequências a contabilidade também ficará comprometida. Isso porque, todo CNPJ deve fazer a conciliação bancária que é a verificação do extrato bancário da conta PJ com a declaração de entradas e saídas da empresa. Ao misturar finanças pessoais e profissionais, a conta não fecha.

Diante de tudo isso, não restam dúvidas que a empresa  do Simples Nacional precisa de contador para manter a rotina fiscal e contábil em dia.

Fonte: Jornal Contábil .

Iniciar conversa
1
Podemos ajudar?
Olá, podemos ajudar?